PUBLICIDADE

Como prevenir e clarear manchas nas axilas e virilhas

09 junho 2021
Por se tratar de áreas que estão frequentemente submetidas a atritos e processos inflamatórios, as axilas e as virilhas podem apresentar-se manchadas. Além de fatores hormonais, a depilação, o uso de certos cosméticos, roupas apertadas e a própria umidade da região estimulam o aumento da produção de melanina no local, levando ao surgimento de manchas.

Cuidados básicos para prevenir manchas nas axilas e virilhas


Uma depilação agressiva ou malfeita pode causar traumas no local, obstruções, encravamento dos pelos e foliculite, desencadeando uma resposta inflamatória que causará a hiperpigmentação. Como a prevenção é melhor que a cura, é importante ter alguns cuidados básicos antes e após a depilação para evitar as manchas.

Esses cuidados incluem:

  • Esfoliação;
  • Limpeza da pele;
  • Talco;
  • Hidratação;
  • Evitar o uso de produtos agressivos;


1. Esfoliação:


Realize uma esfoliação dois dias antes da depilação, nunca no mesmo dia, para não sensibilizar a região. Essa etapa promove o afinamento da pele, facilita a saída do pelo e aumenta a permeabilidade de outros ativos que serão utilizados posteriormente.



2. Limpeza da pele


No momento da depilação a pele da região deve estar limpa e seca, sem resíduo de cremes, óleos, desodorantes e suor. Por isso, é essencial o uso de uma loção adstringente pré-depilatória que ofereça assepsia e ajude a prevenir a foliculite. Com isso, a depilação fica mais eficiente e, no caso de depilação com cera, melhora a aderência da cera na pele e evita a reaplicação.

O óleo essencial de melaleuca é antifúngico, antisséptico, cicatrizante, parasiticida e anti-infeccioso, é um dos óleos cujas propriedades médicas são amplamente documentadas. É seguro para uso caseiro, pois não há necessidade de diluição!

3. Talco


O talco ajuda a proteger a pele, principalmente se a depilação for feita com cera, pois impede que ela entre em contato direto e grude demais na área que está sendo depilada. Se o talco for antisséptico, melhor!


Após a depilação evite o uso de desodorantes, perfumes ou qualquer produto que contenha álcool por 24h. Para prevenir manchas, a exposição solar da área depilada deve ser evitada por pelo menos 48h. Além disso, é importante o uso de roupas leves para diminuir o atrito e, assim, evitar ou diminuir o aparecimento de pelos encravados.


4. Hidratação


Uma pele com bons níveis de hidratação tem uma boa elasticidade, aspecto macio e suave, mas, por outro lado, uma pele ressecada perde a sua elasticidade e apresenta-se como “pele de galinha”, isto é, áspera e com aspecto de lixa.

Sendo assim,  é importante evitar o ressecamento da região utilizando hidratantes, isso também aumentará a resistência aos atritos diários.



5. Esfoliação pós-depilação


Três dias após a depilação é aconselhado realizar uma nova esfoliação para remover células mortas e facilitar a saída do pelo, visando, mais uma vez, prevenir o surgimento de pelos encravados.

Nunca esfolie mais do que duas vezes por semana, para não causar o ressecamento da pele!

Como prevenir e clarear manchas nas axilas e virilhas




Como clarear manchas nas axilas e virilhas


Atualmente, não há um tratamento único para o clareamento de axilas e virilhas, mas geralmente são utilizados ativos despigmentantes, como ácidos e vitaminas, pois agem inibindo a ação da tirosinase e degradando a melanina depositada na superfície da pele.


Lucas Portilho, farmacêutico e especialista em cosmetologia, sugere utilizar um creme manipulado (livre de fragrâncias) com niacinamida 4%, glycerina 5%, óleo de girassol 5% e manteiga de Shorea 5%. Ambos são ingredientes cosméticos, por isso, podem ser manipulados sem prescrição médica.

  • Além de reduzir a pigmentação e a inflamação, a niacinamida reduz as alterações degenerativas causadas pelo sol.
  • O óleo de girassol é um ótimo hidratante, pois é rico em ácidos graxos e Vitamina E — que promove um efeito antienvelhecimento —, ajuda em processos de cicatrização e é rapidamente absorvido pela pele.
  • A manteiga de Shorea é um ingrediente anti-aging por sua grande concentração de ácidos graxos insaponificáveis e ômega 9, ainda previne o ressecamento e não possui residual oleoso.


Além dos ácidos, também costumam utilizar argilas no clareamento de axilas e virilhas, já que elas são cicatrizantes, absorventes e renovadoras. Outra propriedade interessante é a de melhorar sensivelmente o toque, reduzindo a oleosidade e proporcionando sensação aveludada da pele.

As argilas mais recomendadas para este fim são:

— Argila branca: Com elevada quantidade de alumínio, seu principal benefício é a cicatrização. Também possui propriedade clareadora, suavizante e adstringente.

— Argila verde: É absorvente, regeneradora, desintoxicante, antisséptica, bactericida, cicatrizante e esfoliante.

Como usar:

Dilua um pouco de argila em água mineral até obter uma consistência pastosa e grossa. Pincele a máscara de argila na região a ser tratada. Descanse e aguarde a argila secar. Remova com água gelada, seque e aplique o hidratante de niacinamida na região.
Recomenda-se a frequência de uma vez por semana, com duração de 6 a 10 aplicações.

Apenas faça o uso da máscara de argila entre três e sete dias APÓS a depilação, pois a área pode ficar sensibilizada.

Creme para clarear manchas nas axilas e virilhas

Tem alguma dúvida? Pode deixar nos comentários, ficarei muito feliz em te ajudar!

Compartilhe este post para ajudar na divulgação!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

Como criar 1 mês de conteúdo para o Instagram

03 junho 2021

Produzir conteúdo de qualidade dá trabalho, precisa de dedicação e consome bastante tempo. Mas não há atalho, se a sua meta é crescer no instagram, conquistar seguidores engajados e virar autoridade no seu nicho, você precisa focar na criação de conteúdo!

Neste artigo, você aprenderá como planejar, criar e organizar um mês de conteúdo para o  seu perfil no instagram em 7 passos.

Conteúdo originalmente publicado em 02/11/2019 e atualizado em 03/06/2021.

Etapa 1 - Decida quantas publicações você criará a cada mês


Provavelmente você está se perguntando: Quantas vezes eu devo publicar no Instagram? Como em qualquer rede social, a resposta é diferente para cada perfil de influenciador. Na minha conta, por exemplo, o alcance é melhor quando publico 2 vezes por semana. 

Portanto, a minha orientação é começar com a disposição de postar três vezes por semana e ir acompanhando o seu progresso através das análises do instagram. Dessa forma, além de descobrir qual frequência é melhor para o seu perfil, também terá informações sobre os melhores dias e horários para receber engajamento. 

A principal regra a seguir deve ser qualidade sobre quantidade. É melhor publicar com menos frequência, mas ter postagens de qualidade, do que postar conteúdo sem relevância com muita frequência.

Assim, com uma constância de 3 posts por semana, em um mês de 30 dias você produzirá 12 publicações!

Etapa 2 – Faça uma lista de categorias para as quais você criará conteúdo


As categorias são os tópicos que estão relacionados ao seu perfil. Se der um branco no momento de fazer a lista, responda a estas perguntas: 

  1. Qual público você deseja atrair?
  2. O que esse público gosta de ver?
  3. Sobre o que você tem muito conhecimento para compartilhar?
  4. Qual é o seu objetivo com o seu perfil?

Nesta etapa é importante considerar o público que você deseja atrair. Não espere conseguir uma audiência cativa postando sobre qualquer coisa que ache relevante para VOCÊ, e não para ELA (a audiência).

Depois de responder a todas as perguntas acima, você conseguirá criar um conteúdo útil e com propósito.

Um perfil que tem como categoria principal “dicas de beleza”, por exemplo, pode listar:

  1. Dicas de maquiagem para iniciantes
  2. Dicas de cuidados para pele oleosa
  3. Dicas de cuidados para pele seca
  4. Dicas de cuidados para cabelos (loiros, cacheados, quimicamente tratados)

Etapa 3 – Encontre as ideias para produzir o conteúdo


Agora que você já listou as categorias do seu perfil, é hora de organizar qual conteúdo será produzido.

Os melhores locais para buscar ideias de posts para o instagram são:

  1. Pesquisa do Google
  2. Tendências no Pinterest
  3. Grupos no facebook
  4. O próprio instagram

Aqui eu te darei um exemplo de como saber o que seu público quer que você publique utilizando o pai das buscas: O GOOGLE.

Usando o modelo de perfil com “dicas de beleza”, vou buscar ideias a partir da categoria “dicas de cuidados para a pele seca”.

Ao digitar “pele seca” no google já tenho várias sugestões:

Como criar um mês de conteúdo para Instagram em 7 passos


Então, destas sugestões eu posso criar 3 publicações com os seguintes temas:

  1. Principais características de uma pele seca – essa publicação ajudará o público a identificar se tem a pele seca.
  2. Lista com X hidratantes para pele seca – boas indicações para comprar e usar.
  3. X dicas para cuidar da pele seca em casa – um guia rápido de cuidados para o público colocar em prática.
Se você fizer uma busca parecida para todas as suas categorias, e extrair 3 temas de publicações para cada uma delas, rapidamente terá as 12 ideias de postagens para o mês.

Ao usar um planejador de palavras-chave, como a Ubersuggest, você conseguirá ainda mais ideias.

Continua depois do anúncio

Aqui eu digitei “cabelos loiros”, selecionei ‘ver todas as ideias’ > ‘relacionadas’ e obtive mais 1.946 sugestões:

Como criar um mês de conteúdo para Instagram em 7 passos


Então, eu posso criar mais 3 postagens sobre:

  • Hidratação para loiros
  • Melhores produtos para cabelos loiros
  • Como cuidar de cabelos loiros danificados

Dica extra – Preencha as áreas com citações bem-humoradas e/ou inspiradoras


As famosas frases motivacionais são posts que funcionam como preenchimento quando você não tem um conteúdo mais elaborado para publicar. Elas ainda recebem um bom número de curtidas, compartilhamentos e comentários porque são publicações rápidas e fáceis para os seus seguidores se envolverem.

Etapa 4 – Crie seu conteúdo!


Ilustrações e gráficos - ou apenas fotografia própria?

Com tudo definido, é hora de partir para a criação do conteúdo!

O Instagram tem tudo a ver com inspiração visual, por isso, compartilhe imagens que melhoram a sua presença e trazem à tona a utilidade do seu perfil.

Se você vai compartilhar informações úteis na forma de postagens de texto e gráficos, o Canva e o PowerPoint são ótimas ferramentas gráficas para isso, principalmente para quem não domina o photoshop!

A imagem abaixo eu criei no PowerPoint:


Assinando o Canva Pro você consegue otimizar ainda mais a sua produção de conteúdo, pois:

  • Dispõe de mais de 420.000 templates para usar
  • Mais de 75 milhões de fotos profissionais e ilustrações de alta qualidade
  • Você pode fazer upload das suas próprias fontes ou acessar mais de 3.000 fontes premium
  • Agende a publicação do conteúdo em até 8 plataformas de redes sociais
Esta imagem foi criada no Canva:

✎ Posts para ler:


Etapa 5 – Determine uma rotação de categorias


Também conhecida como “feed organizado”, a rotação de categorias determinará a sequência em que o conteúdo produzido será publicado.

Como criar um mês de conteúdo para Instagram

Etapa 6 – Planeje as datas e escreva suas legendas


Faça uma visualização de todo mês, e com a sua rotação de categorias definidas, marque em quais datas os posts serão publicados. Com essa organização você não perderá nada de vista! 

Também escreva uma legenda para cada uma das publicações. A imagem que você publica pode incentivar as pessoas a curtir, mas a legenda é o que incentiva as pessoas a postar um comentário, participar de discussões e compartilhar. 

Uma ótima ideia é fazer uma pergunta, pedir conselhos ou incentivar as pessoas a compartilhar uma experiência.

No feed, o Instagram mostra apenas as primeiras palavras da sua legenda. Comece com uma pergunta ou apelo à ação. Ela chamará a atenção do público e fará com que eles cliquem no botão "...mais", onde podem ler toda a explicação. Torne a primeira parte da sua legenda super envolvente!

Etapa 7 – Pesquise as hashtags que serão usadas


Ainda me perguntam: Por que usar hashtags no instagram? 

E a resposta é simples: as hashtags aumentam o alcance, mostrando as suas publicações para aquelas pessoas que não te seguem, favorecendo, assim, o crescimento do seu perfil. Além disso, se uma foto recebe bastante engajamento, ficará marcada como “mais relevante” entre as principais publicações das hashtags usadas, ganhando ainda mais exposição e interação. 

Logo, não há motivos para você não usar hashtags no Instagram, elas só favorecem a sua conta! 

Para saber tudo sobre como fazer uma busca de hashtags adequadas, confira os posts: 
  1. Como escolher hashtags para aumentar o alcance no Instagram
  2. Como viralizar no Instagram 

Estas foram as 7 etapas para criar 1 mês de conteúdo para o Instagram - e não esqueça de que você pode usar os mesmos passos para produzir conteúdo a cada novo mês!

Aaah... para baixar o planejador, clique no botão abaixo:

InstaPlanner

Você tem alguma estratégia para produção de conteúdo? Divida com a gente!

Compartilhe este post para ajudar na divulgação!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

10 Fontes do Canva Pro para experimentar

25 maio 2021

O que eu mais gosto no Canva Pro é o acesso a mais de 3.000 fontes premium e a possibilidade de fazer upload das nossas próprias fontes, porque isso deixa o conteúdo criativo muito mais diferenciado. 

No entanto, o que trava muita gente é a escolha da fonte perfeita. Afinal, no meio de tantas opções, fica difícil de escolher uma que se encaixe perfeitamente com o que pretendemos criar!

Para evitar isso, assim que eu assinei o Canva Pro fiz uma pesquisa naquele mar de fontes e fui selecionando as 50 melhores — dentro do padrão de conteúdo que eu crio.

Agora quero compartilhar com você 10 fontes da minha seleção!

Lembre-se: Através deste link você pode testar o Canva Pro durante 30 dias grátis e confirmar se o investimento vale a pena para você!

Se você não tem o Canva Pro e nem quer testá-lo, confira os seguintes posts:


10 Fontes do Canva Pro para experimentar:


As fontes manuscritas são maioria na seleção de hoje.
Esse tipo de fonte adiciona ao design uma estética especial e versátil. Para usá-las é preciso pensar, em primeiro lugar, na legibilidade do conteúdo. 

Como é um pouco mais demorado para processar o texto do conteúdo desse tipo de fonte, elas são melhores em frases curtas do que em textos mais longos. Tenha isso em mente!


1. The Something Script


Melhores fontes manuscritas do Canva Pro

Vou abrir a lista com a bela e encantadora The Something Script, para aqueles que precisam de um toque de elegância e modernidade aos designs. No Creative Market ela custa US$12 (desktop), mas está disponível livremente para os assinantes do Canva Pro.

Ela é perfeita para criar cartões de visita, logotipos e assinaturas. Para os designs de redes sociais, pode ser combinada com a fonte "Sydney" (como fiz na imagem) que também pode ser encontrada no Canva Pro.

2. Cup Cakes


Melhores fontes do Canva Pro

Uma fonte manuscrita sans serif simples, mas muito divertida de usar. Ela é perfeita para posts de citações, logotipo, embalagens, convites, camisetas, manchetes e muito mais. Caso você não tenha o Canva Pro mas quer adquiri-la, no Creative market custa 10 dólares!

3. Buffalo


Melhores fontes manuscritas do Canva Pro

Perfeita para cartões de boas-vindas, convites de casamento, embalagens, posts de redes sociais e qualquer outro design onde consiga encaixá-la, pois é uma fonte muito limpa e simples de usar. No creative market custa 16 dólares!

4. Bird House


Melhores fontes do Canva Pro

Possui letras maiúsculas e minúsculas, pontuação e suporta diversos idiomas. É uma fonte manuscrita muito limpa, fácil de usar e combinar em qualquer tipo de design!

5. Luna


Melhores fontes do Canva Pro

O que eu mais gosto nesta fonte é a legibilidade, pois não é preciso exagerar no tamanho do texto para que ele fique compreensível, o que preserva espaço no design. Ela também é muito fácil de combinar, e sozinha fica perfeita em artes de quadros minimalistas!

6. Versailles


Melhores fontes do Canva Pro


Versailles é uma serif sans atemporal com as serifas clássicas de uma fonte serifada, diferenciando-se com linhas lisas e limpas, e um toque de contraste. Ela é ótima para usar em logotipos, branding e títulos. Pode ser combinada com a fonte 'Oxford', também disponível para usuários do Canva Pro.

7. Stoic


Melhores fonte do Canva Pro


Uma fonte de script em negrito, com suas conexões suaves e charme considerável, a Stoic é especialmente perfeita para logotipos, convites de casamento, design de papelaria, projetos de branding e sobreposições fotográficas.

8. Chloe


Melhores fontes do Canva Pro


As linhas contrastantes da Chloe e os terminais curvos dão um visual chique, elegante e vintage para logotipos, cartões, convites de casamento, citações, anúncios e revistas.


9. Fragile


Melhores fontes do Canva Pro

Baseada em formas de letras vintage dos anos 60 e 70, Fragile é uma fonte excelente para quem cria gráficos neste estilo. As linhas limpas dão um visual elegante para logotipos, convites de casamento, editoriais, revistas e muito mais. 

10. Acherus Grotesque


Melhores fontes do Canva Pro

Fonte Sans Serif arredondada inspirada em fontes com formas geométricas. Fica bem em todos os designs de redes sociais que você decidir usar!


Se você tem preferência para algum tipo de fonte, pode deixar nos comentários que irei atualizando este post com o passar dos dias! 

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

Quanto o Google AdSense paga por 1.000 visualizações?

19 maio 2021
O AdSense é a forma de monetização mais popular para blogs. No entanto, é difícil prever quanto dinheiro você pode ganhar, pois o Google não paga um valor exato para cada 1.000 visualizações em seu blog e sim pelos cliques nos anúncios.

Aí surge outra dúvida: Quanto o AdSense paga por cliques nos anúncios?

Um dos primeiros conceitos do AdSense que você precisa entender é o custo por clique, também conhecido como CPC.

CPC é o valor que você ganha cada vez que um anúncio recebe um clique válido. Esse valor é determinado pelos anunciantes que levam em consideração vários fatores, incluindo:
  1. Nicho do blog
  2. Origem do tráfego
  3. Localização dos visitantes

1. Nicho do Blog


Se você escreve sobre entretenimento, não ganhará o mesmo que um blogueiro que escreve sobre finanças e investimento, pois o interesse de pesquisa do público de cada blog é diferente.

De tal forma, os anunciantes do nicho de finanças estão dispostos a pagar mais que os anunciantes do nicho de entretenimento. E é a indústria que faz com que o CPC varie tanto de blog para blog!

Portanto, se você quer começar um blog e monetizá-lo com o AdSense, pesquise quais são os nichos mais caros no Google Ads.


2. Origem do tráfego do blog


Os cliques dos visitantes provenientes de mecanismos de pesquisa (Google, Pinterest, Bing, Yahoo) sempre valerão mais que aqueles derivados de redes sociais, pois os usuários que visitam uma página a partir dos resultados de pesquisa têm uma intenção mais específica.

Embora não seja um trabalho fácil, quanto mais conteúdo otimizado você produzir, mais tráfego orgânico receberá a longo prazo.

Ao divulgar seu blog, não faça:
  • Spam por e-mail;
  • Spam em comentários de outros blogs;
  • Troca de links e cliques com outros bloggers;

Salve esta imagem no Pinterest e não perca!
Quanto o Google AdSense paga por 1.000 visualizações?


3. Localização dos visitantes


Isso mesmo, onde seus visitantes estão localizados também importa, e muito. Como os anúncios são específicos para a região e o idioma do usuário para serem mais relevantes, anunciantes de países desenvolvidos pagam mais por um clique.


3 formas de aumentar o seu CPC no AdSense:


Embora o CPC seja definido pelos anunciantes, há muitas coisas que nós podemos fazer para melhorar a competição em nosso inventário. 

As 3 principais são:
  1. Melhorar o active view
  2. Usar palavras-chave caras
  3. Diversificar as fontes de tráfego

1. Melhore o active view dos seus anúncios


O active view registra a visibilidade dos anúncios veiculados pelo AdSense em seu blog. Um anúncio é considerado visível se pelo menos 50% da sua área for exibida na tela por pelo menos um segundo.

Por que isso importa?


Os anunciantes tendem a pagar mais por espaços visíveis porque têm uma chance maior dos anúncios serem realmente visualizados e, como resultado, receberem um real engajamento do público-alvo.

Essa métrica ajuda tanto os anunciantes quanto nós, os editores. Ela permite que os anunciantes identifiquem inventários de alto e baixo valor e ajustem orçamentos e metas para maximizar o alcance e o ROI.

Para nós, editores, melhorar o active view aumentará o valor do nosso inventário. Além disso, podemos descobrir os pontos mais e menos valiosos em nossas páginas e otimizar os blocos de anúncios de acordo.

2. Use palavras-chave que recebem lances altos


Você já deve saber que o Google AdSense funciona rastreando as páginas dos blogs em busca de conteúdo e, em seguida, entrega anúncios com base nesse conteúdo.

Portanto, além de criar conteúdo atraente, use palavras-chave que recebem lances altos dos anunciantes via Google Ads. Quanto mais posts com essas palavras-chave você criar, mais fácil será para o rastreador do AdSense veicular anúncios que pagam melhor em suas páginas.

3. Diversifique suas fontes de tráfego


Já ouviu o ditado “não coloque todos os ovos na mesma cesta”? Ele se aplica a blogs e fontes de tráfego, porque na internet as coisas estão sempre mudando e fugindo do nosso controle. O que funciona muito bem hoje pode não funcionar amanhã!

Por isso, diversificar as suas fontes de tráfego é vital na estabilização dos ganhos com o Google AdSense.

Tem alguma dúvida? Pode deixar nos comentários, ficarei muito feliz em te ajudar!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog
© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana