PUBLICIDADE

Como incluir o retinol na rotina de skincare? 6 dicas para iniciantes!

05 abril 2022

O retinol é um dos ingredientes antienvelhecimento mais badalados e que tem mais de 70 anos de pesquisas provando seus benefícios para a pele, incluindo:

  • Melhora da pigmentação da pele
  • Estímulo da renovação celular
  • Estímulo na síntese de colágeno

COMO ELE FAZ ISSO?


Em primeiro lugar, o retinol inibe metaloproteinases de matriz (MMPs), que são enzimas responsáveis pela degradação de proteínas importantes para a pele, como o colágeno. Fazendo isso, ele consegue melhorar o aspecto rugoso e envelhecido da pele, deixando a superfície mais lisa.

O retinol também atua estimulando a renovação celular, ou seja, acelera a substituição de células antigas da pele por células novas (e mais saudáveis).

Por fim, ele também é um antioxidante e impede que os radicais livres reativos causem maiores estragos na pele.

O resultado de todos esses benefícios pode ser visto através de uma pele mais iluminada, firme, livre de manchas e com poros menos dilatados.

Salve a imagem no Pinterest!
Para que serve o retinol? Como incluir o retinol na rotina de skincare?

Como incluir o retinol na rotina de skincare:


Por ser uma molécula pequena e solúvel em óleo, o retinol não tem dificuldade de atravessar as barreiras da pele e tende a se acumular nas camadas mais profundas da epiderme.

Isso é bom, mas também pode ser extremamente irritante e originar uma dermatite de contato com secura e irritação da pele.

Para reduzir ao máximo efeitos adversos indesejados você deve introduzi-lo em sua rotina de skincare lentamente e com cuidado.

6 dicas para iniciar o uso do retinol:


• A embalagem correta do retinol é fundamental, de modo que qualquer recipiente que permite a entrada de ar ou luz solar simplesmente o tornará ineficaz muito rápido. Compre apenas produtos que são vendidos em embalagens opacas e restritivas ao ar!

O retinol da The Ordinary, por exemplo, por vir em embalagem escura e de conta-gotas tem que ser mantido na geladeira, e precisa ser descartado depois de 3 meses. Essa informação foi dada por Dr. Davin, diretor científico da própria Deciem.

 Comece utilizando apenas duas noites por semana, só aumente a frequência se a sua pele tolerar. A pele deve estar completamente limpa e seca antes da aplicação.

•  Utilize uma quantidade do tamanho de um grão de ervilha, o suficiente para criar uma camada extremamente leve sobre a pele.

• Não aplique cremes oclusivos logo após o uso do retinol, pois aumenta a velocidade de penetração do ingrediente e essa ação pode favorecer alguma irritação.

Aplicar um hidratante suave antes (e esperar secar) pode ajudar a reduzir a irritação.
  
•  O uso do filtro solar de alta proteção é indispensável no dia seguinte.

•  Não intercale o retinol com outros ácidos nas primeiras semanas de uso. Ele deixará a pele mais permeável e a combinação com outros ácidos — logo no início — pode causar secura em excesso.

Como incluir o retinol na rotina de skincare? 6 dicas para iniciantes!

Quanto tempo leva para o retinol fazer efeito?


Entre 8 e 12 semanas. No geral, é necessário esperar que a pele tenha tempo de se renovar para começar a ver as primeiras mudanças causadas pelo efeito do retinol.

A suavização da pele, que será mais sentida pelo toque, ocorre logo no 1º mês de tratamento com retinol. Esse efeito é resultado de mudanças ocorridas dentro da epiderme.

Após 4 semanas, a pele começa a ficar mais lisa e com aparência mais brilhante, mas um brilho saudável.

Posso usar retinol todos os dias?


Ele tende a se acumular nas camadas mais profundas da epiderme em forma de éster, por isso não é necessário usá-lo todos os dias. Em vez disso, faça combinação com outros tratamentos.



Referências:

Yoon HS, Kim YK, Chung JH. [High-concentration all-trans retinoic acid induces dermal inflammation and reduces the accumulation of type I procollagen in human skin in vivo.] Br J Dermatol. 2011 Sep;165(3):669-72. PMID: 21623752 [PubMed – indexed for MEDLINE]

Griffiths CE & Voorhees JJ, Topical retinoic acid for photoaging: clinical response and underlying mechanisms, Skin Pharmacol 1993, 6 Supp 1, 70-7. DOI: 10.1159/000211166

Journal of Drugs in Dermatology, September 2019, pages 918-923; and March 2015, pages 271-280

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores.
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Apreciamos educação!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!

© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana