PUBLICIDADE

Orçamento doméstico: 3 dicas para organizar quando se tem uma renda mensal variável

11 fevereiro 2021
Muito se fala dos benefícios da organização financeira, porém, é sempre a partir da realidade de pessoas que possuem renda mensal fixa previsível. 

Já imaginou fazer um planejamento financeiro sem saber quanto você vai ganhar no mês seguinte? Por mais estranho que pareça, este é um cenário comum para autônomos, freelancers, pessoas que trabalham por comissão e para mim, que trabalho com blog e redes sociais. 

Vivo de uma renda mensal variável desde 2018 e, mesmo que meus ganhos aumentem ou caiam bastante (acontece), nunca tenho estresse com dinheiro, pois consigo gerenciar estrategicamente meu orçamento.

Por isso, trouxe algumas dicas para te ajudar também com esse processo. Confira logo abaixo!

01. Defina sua receita média mensal


Para ter uma referência e começar a organizar seu orçamento, é preciso ter o valor médio mensal das suas receitas — que seria o total anual dividido por 12. No entanto, como a nossa renda varia bastante no decorrer do ano, supor esse valor médio através do cálculo simples é muito arriscado. 

Então, faça o cálculo da média ponderada

Confira o exemplo retirado do livro ‘Liberdade financeira ao alcance de todos’:


Carlos é consultor de empresas e suas receitas variam entre R$2.000 e R$14.000. Considere que a renda mensal de Carlos teve o seguinte comportamento:

Jan: R$2.000          Fev: R$5.000

Mar: R$14.000       Abr: R$5.000

Maio: R$2.000       Jun: R$2.000

Jul: R$5.000           Ago: R$7.000

Set: R$2.000          Out: R$3.000

Nov: R$5.000         Dez: R$2.000

Para calcularmos a média ponderada, incluiremos a frequência em que cada valor aparece, obtendo o valor médio de R$4.500, como demonstrado a seguir:

2.000 x 5 + 5.000 x 4 + 14.000 x 1 + 7.000 x 1 + 3.000 x 1 / 12

Para ser ainda mais conservador, outra orientação é excluir do cálculo os meses em que há um desvio muito significativo na receita, considerando apenas o valor médio entre os valores mais frequentes, ou seja, R$2.000 e R$5.000

Nesse caso, a receita média seria de R$2.500. Carlos correrá menos risco de endividamento se enquadrar suas despesas mensais dentro desse limite!


02. Conheça as suas despesas


Com o valor médio mensal das receitas em mãos, é hora de identificar as despesas que você precisa cobrir mensalmente — e o impacto que elas têm em sua renda — para que não ultrapassem o seu limite. 

VALE LEMBRAR: despesas são gastos recorrentes, e podem ser classificados quanto a frequência e variação de valor. 
  • Despesas fixas: ocorrem mensalmente e têm o mesmo montante, como aluguel.
  • Despesas fixas variáveis: ocorrem todos os meses, mas o valor pode variar, como luz, água e supermercado.
  • Despesas extras: são as despesas surpresas, para as quais precisamos estar preparados quando acontecerem, como despesas médicas.
  • Despesas adicionais: aquelas que não precisam acontecer todos os meses, como vestuário.
É possível encontrar uma grande variedade de ferramentas de controle orçamentário, como planejadores, aplicativos e planilhas. 


A seguir, deixo um exemplo de uma folha de orçamento para que você tenha uma ideia de como as despesas domésticas podem ser registradas:

Folha de orçamento para imprimir grátis



Se quiser baixar esta folha para usar, basta acessar este link no Google Drive. É grátis!

03. Construa uma reserva de emergência


O segredo para viver sem estresse — quando você tem uma renda mensal variável ou não — é ter uma reserva de emergência. Meses ruins virão, e quando acontecer, suas economias estarão lá para preencher as lacunas. 

Vamos supor que a minha receita média mensal é de R$2.500, o suficiente para cobrir minhas despesas e estilo de vida, mas em determinado mês recebo R$3.000. Tenho R$500 a mais para gastar, certo? Não! Pego esse extra e guardo.

Para começar, estabeleça uma meta de poupança mensal. Embora uma reserva de emergência segura exija uma boa quantidade de dinheiro, tenha em mente que você deve começar com partes pequenas. Então, inicie adquirindo o hábito de poupar!


Se a sua renda encurtar por vários meses seguidos, é hora de começar a procurar padrões em seus ganhos. Por que você está ganhando menos do que o normal? Há algo que possa ser feito diferente? Qual é a raiz do problema e como você pode corrigi-lo? São essas as perguntas que sempre me faço quando isso acontece.

Não deixe que uma renda irregular te impeça de orçar e estar no controle do seu dinheiro! 


Se tiver alguma dúvida ou sugestão, basta deixar um comentário!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

Um comentário:

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores.
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Apreciamos educação!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!

© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana