PUBLICIDADE

Autocuidado Financeiro: você pratica? Entenda por que é importante!

15 maio 2020
O autocuidado parece ser uma palavra da moda, cada vez mais as pessoas estão buscando priorizar qualquer ato que beneficie a própria saúde mental, emocional, física e espiritual

No entanto, um tipo de autocuidado frequentemente negligenciado está relacionado ao dinheiro: o autocuidado financeiro. De fato, preocupações com o dinheiro são causas frequentes de ansiedade, estresse e fins de relacionamentos. Apesar disso, as pessoas evitam falar sobre o assunto!

Autocuidado Financeiro: você pratica? Entenda por que é importante!




O que é o autocuidado financeiro?


Quando falamos sobre autocuidado, geralmente a conversa flui sobre o que compramos ou fazemos para nos sentir bem.

Para cada frase motivacional no instagram mencionando a importância do autocuidado, há um meme sobre “gastar meu dinheiro com coisas que não preciso” ou “gastar tudo com comida pois eu mereço”.

Mas gastar dinheiro de maneira irresponsável não é autocuidado. Afinal, não dá para lavar nossos problemas financeiros – e a angústia causada por eles – com um sabonete facial de R$100,00.

O autocuidado financeiro consiste em ter um relacionamento saudável com o dinheiro, e não viver estressado por causa dele. É equilibrar as suas contas, ter um planejamento, cortar ou adiar despesas, quitar dívidas, poupar, conhecer o potencial do seu dinheiro e utilizá-lo para realizar seus sonhos.

Como começar a praticar o autocuidado financeiro?


É uma prática que exige a criação de novos hábitos para melhorar o seu bem-estar financeiro e emocional.

Abaixo você confere algumas dicas sobre como incorporar o autocuidado financeiro em sua vida!

01. Controle os seus gastos


Nós, seres humanos, somos criaturas de hábitos, e podemos facilmente cair em rotinas de gastos sem nem mesmo perceber. Esses hábitos, por sua vez, podem nos levar a gastar mais do que ganhamos se não tomarmos consciência deles.

Talvez o seu costume seja sempre testar um novo produto de skincare que aparece – mesmo que não precise – ou pedir comida, em vez de prepará-la em casa.

Quaisquer que sejam os seus hábitos, o autocuidado financeiro envolve se tornar consciente para controlar e reduzir o impacto que esses gastos têm em suas finanças.

Como fazer um controle de gastos?

Continua depois do anúncio



Você pode usar uma planilha ou aplicativo, mas também pode utilizar uma folha simples para controle de gastos: anote as despesas de cada dia, adicionando uma categoria para cada uma delas.

  • Data - a data do gasto
  • Despesa – descreva o item em que você gastou
  • Categoria - a categoria a qual o gasto se encaixa (alimentação, transporte, casa, estilo de vida)
  • Preço – quanto você gastou
Aqui está um exemplo rápido para a sua referência:

Rastreador de gastos


Rastreie todos os seus gastos, incluindo os que você julga não terem importância.

O acompanhamento regular de seus gastos fornecerá uma imagem precisa de onde seu dinheiro está indo, além de ajudar a identificar gastos desnecessários que podem ser cortados ou adiados.

Observe as variações em relação ao mês anterior e identifique quanto cada despesa representa no seu orçamento total. Se você gasta mais do que ganha, será preciso renunciar algumas coisas e cortar gastos supérfluos para garantir um futuro sustentável!

Cuide do seu dinheiro como se você fosse mãe!

“Estragar” uma criança significa dar o que ela quer – ou acha que merece – e não o que realmente precisa.

Verifique se você está gastando para atender as suas necessidades e não apenas os seus desejos. Você está agindo como um adulto responsável no qual a sua criança interior pode confiar? Ou como uma criança birrenta que quer tudo que ver pela frente?

Pense e aprenda a dizer não para você mesma!

02. Cultive o hábito de poupar dinheiro


A maioria das pessoas têm uma dificuldade enorme de poupar dinheiro e dificilmente resistem ao desejo de gastar, ainda que seja com coisas desnecessárias, pois consideram gratificante o hábito comprar.

No entanto, guardar dinheiro, mesmo quando você ganha pouco, é o meio para atingir os seus objetivos pessoais!


Como começar a poupar dinheiro:


A chave para ter um hábito resiliente estar em tornar visível as ações habituais. Se você não tem o costume de poupar, comece com uma jarra ou cofrinho, guardando alguns centavos ou reais por dia.

Aqui em casa, temos o hábito de depositar em um copo (que fica visível na sala) todas as moedas que sobram das compras que fazemos. Sempre que o copo fica cheio, trocamos as moedas por cédulas e utilizamos o dinheiro para algum objetivo menor. É gratificante ver que, de moeda em moeda, conseguimos poupar uma boa quantidade de dinheiro sem comprometer o orçamento da casa. 

Para poupar quantias maiores, é essencial ter um objetivo importante e extremamente ansiado por você. Com base nisso, estime quanto você deverá poupar mensalmente para alcançar o valor necessário.

Desafio poupar dinheiro em 12 meses
 

Muitas pessoas estabelecem metas mirando grandes objetivos, como comprar uma casa, um carro ou fazer o casamento dos sonhos, mas no meio do caminho acabam desistindo. 

No entanto, o truque é não visualizar grandes compras, mas começar a guardar dinheiro regularmente para ter um incentivo e fazer disso o seu estilo de vida.

Por que não iniciar almejando uma reserva de emergência?


Por exemplo: guarde, pelo menos, 4 meses dos seus gastos com aluguel. Com esse dinheiro você comprará tranquilidade e estará preparada para enfrentar situações inesperadas, como perda de emprego, um acidente que impeça o seu trabalho e até mesmo uma separação.

03. Planeje antes de comprar


Mate o hábito de comprar por impulso ou influencia de outras pessoas. Liste as coisas que você quer, classificando as prioridades (necessidade vs. vontade) e identifique o preço de cada item. Escolha o que vai comprar primeiro, o que vem depois e o que você realmente não precisa e pode abrir mão.

Antes da realizar a compra, pesquise o preço em diferentes estabelecimentos – é incrível a diferença de um lugar para o outro!

  • Em compras online busque sempre simular o valor do frete + produto em diferentes e-commerces. Em algumas lojas, por exemplo, o preço do produto pode ser mais em conta, mas o frete acaba sendo 2x mais caro.
Persista dando um passo de cada vez e conhecendo o poder do seu dinheiro. A vida financeira equilibrada que você tanto almeja estará bem à sua frente!

Continue a leitura:

2 comentários:

  1. Ótimo conteúdo!

    Já se perguntou o quão importante é o nosso trabalho blogando sobre educação financeira?

    Nenhum brasileiro desta geração teve essa matéria e é muito gratificante ver o seu Blog compartilhar esse tipo de conteúdo!

    Abraço, Math do IR Finanças.

    ResponderExcluir
  2. É muito inportante ser um Afiliado da Hotmart e esta fazendo um teinamento tão especial com vocês até breve

    ResponderExcluir

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores.
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Apreciamos educação!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!

© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana