PUBLICIDADE

A realidade por trás de ganhar a vida com blog (e o impacto negativo na saúde)!

11 abril 2019
Eu realmente sou muito feliz por ter um trabalho que me permite viver do meu jeito, criar meus próprios horários e até não fazer nada quando eu quero. Trabalhar por conta própria é ótimo, mas ser blogueira em tempo integral não é a oitava maravilha do mundo como muita gente vende a ideia, tampouco é uma vida de luxos. A vida perfeita exibida no Instagram é apenas um pedacinho do bolo! 

Como qualquer trabalho, blogar em tempo integral tem suas batalhas, seus altos e baixos – às vezes mais baixos do que altos! 

Este post não é para te desencorajar, pelo contrário, eu quero me abrir com você e ser honesta quanto as dificuldades que serão encontradas no meio do caminho se o seu objetivo é viver de blog. Porque a realidade por trás de ganhar a vida com blog está longe de ser parecida com ficar o dia sentada escolhendo qual foto publicar no Insta!

A realidade sobre viver de blog

O medo do desconhecido existe (e é constante) quando você vive de blog!


Eu nunca trabalhei com carteira assinada e nem experimentei a “segurança” de ter um trabalho fixo. Comecei este blog com 16 anos, quando estava no último ano do ensino médio, e meu primeiro salário real partiu daqui! 

Quando você trabalha para outra pessoa tem a segurança de um salário mensal consistente. Porém, sendo blogueira em tempo integral o dinheiro é inconsistente, você pode ganhar R$4.000 em um mês e R$1.000 no próximo. 

Como eu citei anteriormente, há altos e baixos, principalmente se você está dando os primeiros passos. É possível que ganhe bastante, como também pode ganhar o insuficiente para pagar suas contas básicas. 



Por isso, não vou negar que eu fico ansiosa para o início de cada mês, porque não saber quanto você realmente vai ganhar intimida bastante. E se os ganhos diminuem? Preciso correr para fazer análises minuciosas e descobrir onde houve “falha”, para então recuperar no mês seguinte.


Como blogueira em tempo integral você adquire vícios



Eu não estou falando de vício em cigarro, bebidas ou café. Você fica viciada em tudo que tem relação com o trabalho – pelo menos eu fiquei! 

Lá no início eu não tinha dinheiro para comprar um template, então, das duas uma: usava um grátis ou personalizava um do zero. Assim, naquela época, eu estava viciada em códigos, ficava até às 2:00 da manhã estudando maneiras de personalizar um tema do jeito que eu queria e quando finalmente ia tentar dormir, não descansava, pois sonhava com os benditos códigos e ficava ansiosa para acordar logo. 

Como blogueira em tempo integral você não consegue se dar uma pausa. Tem conteúdo para criar, redes sociais para fazer crescer e atualizar, e-mails para responder, assuntos para estudar e sua vida para viver.



Para viver de blog você trabalha bastante e acha que não é suficiente!



A minha vida se resume a este blog. Quando me perguntam quantas horas por dia eu me dedico a este trabalho, eu não brinco quando afirmo que é de manhã até à noite. Até mesmo quando eu tento dormir estou pensando em criar conteúdo e estudar o Pinterest... o meu cérebro não consegue se desligar! 

O meu celular está sempre conectado à internet e o notebook passa a maior parte do tempo ligado. Eu recebo e-mails diários, directs no instagram e muitas mensagens no facebook de pessoas pedindo ajuda, dicas e conselhos. 

Eu me orgulho de seguir uma carga horária tão pesada? 

Com certeza não, pois a minha saúde é a mais afetada. E este exemplo não é modelo a ser seguido. 

Mas é meu trabalho, um trabalho que envolve pessoas, necessita da minha presença e eu preciso do meu salário no início do mês (como qualquer outra pessoa).


Você esquece que dar um passo de cada vez é importante!


Será parte da sua rotina esquecer que você não é um mutante, e sim um ser humano normal que precisa de tempo e espaço, pois o descanso também faz parte do “ser bem-sucedida”. 

Aqui está o que eu venho fazendo para não virar uma bomba relógio e explodir: 

  1. Me desconecto do que não é prioridade. Meu foco é o blog e o Pinterest, se não irei publicar nada no Instagram eu não faço login no aplicativo. Dessa forma eu não me distraio com nenhuma notificação ou até mesmo rolando o feed vendo sei lá o que.
  2. Quando estou estudando, escrevendo ou editando, deixo o celular longe do meu campo de visão.
  3. Procuro sair de casa com mais frequência, por mais que eu ainda lute com o medo das ruas.
  4. Escuto ASMR para relaxar.
  5. Saio da mesa de trabalho para ir beber água, em vez de já deixar um copo ou garrafinha ao meu lado. Dessa forma movimento o corpo e desperto. Também estou sempre indo lavar as mãos e o rosto para me sentir fresca.
  6. Eu danço antes do banho. Sou apaixonada por dança e tenho este hábito como ritual antes do banho para descarregar a tensão do corpo.

O que eu preciso melhorar:

  1. Largar o celular após às 21:00, mas neste horário eu ainda estou trabalhando, por isso meu corpo não entende que é o momento de descanso e todo o meu sono é comprometido.
  2. Cuidar mais da alimentação. Tenho histórico de problemas no estômago, e mantenho o péssimo hábito de só me cuidar quando as crises voltam!
  3. Cuidar mais do sono. Eu começo uma rotina para dormir o suficiente, mas logo paro, pois sinto que estou “perdendo tempo” e deveria estar trabalhando.

Para viver de blog o seu trabalho irá além dele!


Todos os dias serão dezenas de e-mails para responder, seja de leitores ou marcas propondo colaboração. Você é designer gráfico, fotografo, editor de foto e vídeo, editor criativo, toma conta das finanças, precisa criar e cultivar o relacionamento com seus seguidores – e com seus parceiros! 

Ganhar a vida com blog irá muito além do seu blog. Leve em conta as mídias sociais, contratos, faturamento, planejamento de conteúdo e fotografia, contabilidade, criatividade, etc. Você nunca se desliga e deve adquirir conhecimentos todo dia. 

Isso porque não mencionei as questões legais, que são ainda mais estressantes e difíceis...

A realidade sobre viver de blog


Eu poderia escrever um blog inteiro apenas falando da realidade por trás de ganhar dinheiro com blog. Às vezes eu invejo pessoas que podem sair do trabalho e não pensar nisso por algumas horas. Eu penso no trabalho a cada hora que estou acordada (e até dormindo). 

Administrar um blog 24 horas por dia e encontrar um equilíbrio entre vida pessoal e profissional é um desafio, por isso, não se sinta culpada se “falhar” algumas vezes. Você gerencia tudo sozinha e isso pode se tornar extremamente avassalador, até mesmo para as pessoas ao seu redor. 

Uma das partes mais difíceis para mim é interagir, seja participando de eventos ou dando as caras a cada minuto no Instagram. Isso é muito importante para construir uma marca, mas eu comecei meu blog justamente para escapar da vida social e ter que dar as caras me deixa em pânico. Além disso, eu não tenho pulso suficiente para ver o mundo desabando lá fora e ir para instagram falar do meu creme de cabelo favorito! 

Por tudo isso, quando vejo alguém falando coisas do tipo “como é fácil a vida de blogueira, ganha tudo de graça e tem dinheiro sem fazer nada” eu só respondo: Tente! Apenas tente ser blogueira se baseando na vida das famosas e no que elas mostram no Instagram. Em 6 meses, quando não tiver 1 real na conta, vai se dar conta que é mais fácil (e seguro) espalhar currículo e esperar uma entrevista de emprego. 

E você que é blogueira, qual a sua maior dificuldade?


Compartilhe esse post para ajudar na divulgação!

Tem dúvidas ou sugestões? Pode deixar nos comentários!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

10 comentários:

  1. Parabéns pelo post! Quem vê de fora pensa que tudo são flores, mas a luta diária contra o algoritmo invisível é sofrível! Ou você posta artigo novo, ou corre pra ver SEO, ou vê tudo ao mesmo tempo.... É difícil, é nós temos que cuidar da saúde para não enlouquecermos!

    Adriano Matos - amtonline.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo seu comentário, Adriano. Se nenhum trabalho nesta vida é fácil, com blog também não seria, né? rs

      Volte sempre!

      Excluir
  2. Nanda, agora imagine eu, que durante anos vivi e respirei códigos.
    Eu não dormia, eu só pensava nisso, eu levantava no meio da noite porque a solução aparecia em sonhos rsrsr
    Sério.
    Ainda acontece, mas como agora é só pra alimentar o blog e não pra venda de templates e cuidar de clientes já é mais sossegado.
    E ao longo do tempo eu estabeleci algumas regras, como por exemplo não responder email com pedido individual de ajuda. Teve época que recebia cerca de 50 por dia.
    Hoje respondo muito raramente, e se a pergunta/pedido é relevante vira post, senão infelizmente não tenho como responder. Imagina o quanto de pedido eu recebo? Se for individualizar cada resposta não faço outra outra. Isso me dava uma agonia imensa, deixar de responder, mas hoje, anos depois, já entendi que sou limitada então faço o que posso mas não me martirizo mais.
    E sim, nossa carga de trabalho é imensa.
    E sim, eu também evito contato social, daí jamais seria uma instablogger (gente, não me dou com esse termo, sorry)
    Enfim... é puxado, é instável, é inseguro, a gente passa stress porque nem sempre a grana vem, é muito flutuante e as contas são fixas.
    Mas é legal.
    Mas é tenso rsrsrs

    Uma dica (eu poderia ser sua mãe pois velhinha rsrsr): faça uma poupança. Aproveite o fato de morar com seus pais e guarde cada centavo que puder. Ajude em casa. Isso fará sua vida ser mais fácil pois pais costumam cobrar um filho que passa o dia na internet, eles nem sempre entendem. Minha geração ainda olha um blog e não faz ideia do que seja...
    Mas todo mundo entende dinheiro e conta paga.
    A nossa vida já é estressante o suficiente sem pessoas próximas criticando/cobrando/questionando.
    #ficaadica de alguém que deveria ter guardado dinheiro desde o começo pois vida de blogueira=instabilidade rsrsrs
    beijosssss

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post! Eu já desisti várias vezes por esses motivos, mas sempre acabo voltando, a vida de currículos também não está fácil! Penso que quem estabeleceu seu público por aqui não deva desistir! Eu me arrependo de ter desistido na minha melhor fase pra tentar algo sólido aqui fora, pq penso q apesar de tudo, a internet cresce cada vez mais e quem permanecer colherá os frutos cada vez mais!
    Você é top! A melhor que conheço!
    Beijos!
    Aline Star

    ResponderExcluir
  4. verdade, não é nada fácil tem que se esforçar muito pra conseguir viver do blog. o dinheiro nao cai do ceú as marcas não te procura do nada. tem que ter foco e ser persistente. atualmente faço faculdade de licenciatura em pedagogia, e criei um blog para compartilhar conteúdo sobre educação e coisas da minha vida afinal ninguém é uma coisa só. se conseguir ganhar alguma renda amem, se não só de ajudar estudantes com assuntos do ensino fundamental e mães sobre questões da educação infantil já estarei feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei deste ponto que você tocou... as marcas não nos procuram mais com a frequência de antes, o Marketing de Conteúdo está voltado quase que 100% apenas no Instagram, dai vem a luta com aquele algoritmo e engajamento. De fechar parcerias com empresas eu já desisti!

      O seu nicho é muito bom, se você ainda não fez uma pesquisa de campo me permita assegurar que o assunto que você aborda é muito popular no Pinterest. Monte uma estratégia lá que será sucesso! <3

      Excluir
    2. não sabia mais to pegando várias dicas no seu blogue pra começar. eu tava com o computador quebrado ai concertei esse mês, ao entrar no pinterest que fiquei meses sem entra fiquei assustada com as notificações e também os números. de acordo com a análise Média diária de impressões
      5,905
      Média diária de visualizadores
      4,399
      Média mensal de visualizadores
      343,612
      Média mensal de usuários ativos
      37,038
      Quero agora arrumar ele pois tem postagens aleatorias. E tentar trazer trafego dele para o meu blog.

      Excluir
  5. Olá
    Infelizmente eu ainda não consigo viver da renda do blog, mas um dia chego lá (amém). Minha maior dificuldade é desligar do blog. Assim como você, me vicio no que estou fazendo mais no momento e sonho com isso. Vou dormir sempre pensando nos comentários que tenho que responder, nas fotos que vou tirar, nos blogs que vou visitar... É um trabalho que consome 24 horas do nosso dia.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha falta nos comentários e e-mails é o que mais me deixa triste, realmente não consigo acompanhar e estar presente respondendo tudo sempre. Ás vezes, normalmente nos sábados e domingos, tento me desligar de tudo - mas ai volto a me sentir culpada por estar descansando! #socorrodeus

      Excluir
  6. Adorei post, e é bem a realidade mesmo, a gente pode trabalhar 24 horas por dia em 7 dias, e parece que ainda tem 1 trilhão de coisas para fazer, mas mesmo assim acredito que meu blog vai dar certo, assim como o seu que é ótimo. Parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores.
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Apreciamos educação!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!

© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana