PUBLICIDADE

Unhas fracas e quebradiças? Saiba como tratá-las sem estresse!

10 maio 2020
Uma unha saudável é dura, flexível e elástica, capaz de resistir aos impactos mecânicos do dia a dia. As unhas das mãos crescem cerca de 3 mm por mês. Esse crescimento é contínuo e recebe vários estímulos hormonais e nutricionais. 

Por isso, unhas fracas e quebradiças, na maioria dos casos, são decorrentes de alterações e carências no organismo, principalmente de vitaminas. 

Fatores externos, como exposição excessiva a agentes químicos e agressões ambientais também reduzem a taxa de crescimento das unhas.

Unhas fracas e quebradiças? Saiba como tratá-las sem estresse!


Qual é a melhor vitamina para unhas fracas?


A BIOTINA, umas das vitaminas do complexo B, aparece com frequência em suplementos para fortalecimento das unhas, pois atua formação da pele, unhas e cabelo.

Por ser solúvel em água, não é armazenada pelo organismo, então você deve garantir uma ingestão diária adequada. Em adultos, o consumo recomendado é de 0,03 mg/dia.

A biotina está presente nos vegetais de folhas verdes escuras, nozes, abacate, milho, ovos cozidos, fígado, salmão e carne. Como os suplementos nutricionais só fazem diferença se a vitamina estiver em falta no organismo, é necessário consultar um médico e realizar exames para ter uma recomendação correta.


Como cuidar das unhas fracas e quebradiças em casa?


As unhas fracas e quebradiças podem ser facilmente tratadas em casa, e o seu tratamento pode envolver pequenas mudanças de hábitos, são eles: 

  1. Não retirar as cutículas
  2. Hidratar regularmente
  3. Usar lixas suaves
  4. Lixar em uma direção
  5. Evitar removedores de esmaltes com acetona
  6. Fazer camadas de esmalte
Confira em detalhes!

01. Não tire as cutículas


O eponíquio, popularmente conhecido como ‘cutícula’, é uma camada transparente de células que adere à superfície da unha na base e atua como vedação entre a placa da unha e o sulco ungueal proximal. 

Em uma linguagem mais simples: as cutículas funcionam como uma barreira, responsável por proteger a unha da entrada de água, fungos, bactérias e corpos estranhos que favorecem o aparecimento de inflamações.

Além disso, a retirada das cutículas danifica a matriz das unhas, deixando-as mais fracas e quebradiças. E quanto mais você tira essa pele, mais ela cresce, afinal, é uma proteção natural do corpo – quando ela “some”, o corpo responde criando um eponíquio mais grosso.

02. Hidrate regularmente


Assim como a pele do rosto, a pele das mãos é bastante sensível. Ela resseca com facilidade por estar sempre exposta ao sol e ao vento e, também, porque sempre está sendo lavada ou desinfectada com álcool em gel, o que diminui sua oleosidade natural.

Em particular, a unha é altamente permeável à água. Quando bem hidratada, ela fica macia e opaca, mas quando a hidratação está em falta, a unha fica seca e quebradiça.

Por esse motivo, devemos evitar produtos que removem as substâncias naturais das unhas e hidratá-las com frequência, para prevenir danos à integridade delas.

Um produto bom e barato para hidratar as cutículas é o Nivea Soft do potinho branco, ele contém óleo de Jojoba, excelente hidratante e com boa penetração. Eu gosto, principalmente, de utilizá-lo antes de dormir.


03. Use lixas suaves


Muitas mulheres estão acostumadas com as lixas de areia, aquelas marrons bem comuns que têm um lado áspero e outro liso.

Por ser muito abrasiva, é preciso ter cuidado ao usar esse tipo de lixa – principalmente quem possui unhas frágeis.

Por isso, as lixas de metal e as de vidro/cristal são as mais indicadas, pois são suaves e não provocam fissuras.

04. Lixe as unhas em uma direção


A direção que você lixa as unhas também é importante: elas sempre devem ser lixadas em uma direção única e não com movimentos de vai e vem, para evitar microfissuras que só são percebidas quando as unhas agarram no cabelo.

05. Evite removedores de esmaltes com acetona


A acetona – solvente responsável por dissolver e remover o esmalte rapidamente – seca excessivamente as unhas e a pele ao redor delas, o que pode causar alergia, rachaduras, descamação e manchas. 

Portanto, na próxima compra, opte por removedores sem acetona. Geralmente, eles possuem ingredientes emolientes que dissolvem o esmalte sem prejudicar a saúde das unhas.

06. Faça camadas de esmaltes ou bases


Ao contrário da crença popular, as unhas não precisam respirar. Elas recebem seus nutrientes e oxigênio da corrente sanguínea e não do ar. 

Em unhas fracas, os esmaltes e as bases fornecem uma barreira protetora adicional contra atritos e a quebra, então, mantê-las esmaltadas é o melhor caminho para quem quer unhas longas e resistentes.

Tem dúvidas ou sugestões? Pode deixar nos comentários!

Compartilhe este post nas redes sociais para ajudar na divulgação!

Pegue mais dicas no Pinterest » Simples Bella
Me siga no Instagram » @simplesbellablog

Um comentário:

  1. Melhor post que já li sobre unhas fracas. Sofro com isso há anos. Já tem um tempinho que não tiro as cutículas porque elas ficam seladinhas se eu não mexer. Mas, sobre as lixas e o sentido de lixar, fiquei surpresa. Também vou passar a usar mais esmalte, havia deixado este hábito de lado nos últimos tempos. Obrigada pelas dicas!

    https://www.vestimentarte.com.br/

    ResponderExcluir

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores.
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Apreciamos educação!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!

© 2018 - Todos os direitos reservados Desenvolvido com amor, Lariz Santana